Manual da língua portuguesa para brasileiros

Palavras portvguesas que todo turista brasileiro deveria saber
Vai viajar para Portugal

Vai viajar para Portugal?
Aqui estão mais de 100 palavras para enriquecer o seu vocabulário e dicionário português.

Esta é uma lista de palavras e/ou expressões para todo brasileiro que quer visitar Portugal e que deveriam saber. Estas palavras são apenas as mais usuais, percebem, porém ha muitas outras as quais vão depender muito de que zona (região) de que vai visitar, norte, centro ou sul do país.
Além do brasileiro ter dificuldades em perceber certas palavras a maioria dos portugueses fazem uso da pragmática, ou seja, se você perguntar para algum deles: "Você sabe que horas são?", é provável que muitos deles respondam apenas que sim, sem mais... ou então se sabem onde fica tal rua, hotel ou lugar eles irão apenas dizer que sim, sabem. Levam uma frase com uma percepção muito a sério.

Além de tudo isto...esqueça o uso de gerúndio, não será habitual ouvir uma palavra a terminar em: ando, endo, indo.
Manual da língua portuguesa para brasileiros

O significado exacto de algumas palavras varia de acordo com a região e o meio social do interlocutor, bem como da frequência de utilização.

Se vier para estudar em Portugal, "vai ter que queimar as pestanas"....

Autocarro= ônibus urbano;
Caminhoneta= ônibus interurbano;
Comboio= trem;
Metro= metrô;
Carruagem= vagão;
Morada= endereço;
Vivenda= casa;
Casa= apartamento;
Telemóvel= celular;
Perceber= entender;
Bófia= polícia;

Esquadra= delegacia;
Paneleiro= viado;
Fufa= sapatão;
Gasóleo= óleo diesel;
Crude= petróleo;
Fusca= revólver;
Caçadeira= espingarda;
Pequeno almoço= café da manhã;
Borla= grátis;
Almofada= travesseiro;
Betão= cimento;
Chapeu de chuva= guarda chuva;
Chapeu de sol= guarda sol (praia);
Casa de banho= banheiro;
Cêntimo= centavo;
Cabedal= couro (duro);

Pele= couro (flexivel);
Alcatifa= tapete;
Calça de jeans= calça de ganga;
Atacadores= cadarço;
Gelado= sorvete;
Centro comercial= shopping;
Cuecas= calcinha (lingerie)
Pareo= canga (de praia);
Puto= rapaz jovem;
Rapariga= moça;
X-Acto= estilete;
Barafunda= bagunça;
Galão= café com leite;
Imperial= chop;
Empregado de mesa: garçon;
Ementa/menu= cardápio;
Gambas= camarão;
Ameijoa= marisco;
Borrego= carneiro;
Courgete= abobrinha;
Piri-piri= pimenta;
Fato de banho= bikini/maiô;
Conduzir= dirigir;
Portagem= pedágio;
Rotunda= rotatória;
Camião= caminhão;
Chávena= xícara;
Quinta= chácara;
Pagaia= remo;
Verniz= esmalte;
Pastilha elástica= chiclete;
Rebuçado= bala (doce);
Relva= grama;
Operação Stop= blitz;
Fiambre= presunto;
Alguidar= balde;
Talho= açougue;
Freguesia= bairro;
Zona= lugar;
Frigorífico= geladeira;
Arca frigorífica= freezer;
Sanita= vaso sanitário;
Autoclismo= descarga;
Guarda redes= goleiro (futebol);
Golo= gol;
Baliza= traves;

Remate= chute (futebol);
Apanha bolas= gandula;
Biberão= mamadeira;
Chucha= chupeta;

Fotocópia= xerox;
Roupeiro= guarda roupas;
Candeeiro= abajur;
Guitarra= violão;
Guitarra elétrica= guitarra;
Ventoinha= ventilador;
Encarnado= vermelho;
(...agora me ocorreu a história de um amigo de minha mulher que foi ao MiniPreço e comprou uma lata de feijão encarnado e ao chegar em casa viu que não havia nada de carne, não era feijão com carne, kkkkkk)

Elétrico= bonde;
Sumo= suco;
Palhinha= canudinho;
Montra= vitrine;
Pai Natal= Papai Noel;
Entrudo= carnaval;
Bilha= bujão de gás;
Fato= terno (vestuário masculino);
Apelido= sobrenome;
Gira= bonita;
Travão= freio (automóvel);
Aldabrão= mentiroso;
Bola de berlim= sonho (padaria);
Rés de chão= piso térreo;
Gira disco= toca disco (música);
Nadador salvador= salva-vidas (praia, piscina);
Dióspiro= caqui (fruta);
Sapateira= caranguejo;
Chupa-chupa= pirulito;
Côdea= casca do pão;
Berlinde= bola de gude;
Berma= acostamento (estrada);
Capoeira: galinheiro;
Afia-lápis= apontador;
Agrafador= apontador;
Rabo= bunda;
Hospedeira= aeromoça;
Reforma= aposentadoria;
Paragem= ponto de ônibus;
Pêra= cavanhaque (barba);
Trolha= pedreiro;
Auscultador/auricular= fone de ouvido;
Bué= muito;
Lume= fogo;
Penso higiênico= absorvente/modes;
Alcatrão= asfalto;
Seta= pisca (carro);
Iscas= fígado (comida/corpo humano);
Almeidas= garis (homens que recolhem o lixo);
Invisual= cego;
Descapotável= conversível (carro);
Passadeira= faixa de pedestre;
Peão= pedestre;
Boléia= carona;
Carta de condução= carteira de motorista;
Chumbar= reprovar (exames escolares ou de motorista);
Banda desenhada= história de quadrinhos;
Sebenta= apostila;
Péugas= meias de homem;
Sandes= sanduíche;
Cabaz de Natal= cesta de natal;
Explicador= professor particular;
Carocha= fusca (carro);
Caravana= motor-home;
Piroco= cantada;
Esferovite= isopor;
Dobrado= dublado (filmes/novelas);
Fixe= legal;
Penso-rápido= band-aid;
Apartado= caixa postal;
Avioneta= avião pequeno/teco-teco;
Botas= chuteiras (futebol);
Contipação= resfriado (saúde);
Cancro= câncer (doença);
Notário= cartório;
Fatura= nota fiscal;
Pintainho= pintinho (filhote da galinha);
Infantário= jadim de infância;
Dérbi= clássico (futebol);
Cola= Coca-Cola (alimentação);
Gajo(a)= cara (ele é o cara, aquele cara);
Fecho-écler= zíper;
Mealheiro= cofre (moedas);
Berbequim= parafusadeira (obra);
Ficha= tomada de luz;
Jantes= rodas de liga leve (automóvel);
Portátil= lap-top/notbook;
Ecrã= tela/monitor (computador/TV);
Comando= controle remoto de TV/video;
Em direto= Ao Vivo (TV);
Aluguer/renda= aluguel;
Ginásio= academia;
Encerrado= fechado;
Fato de treino= moleton (roupa);
Ringue= quadra desportiva/cancha;
Tabaco= cigarro (maço);
Roulott= trailer (hot-dog);
Estendal= varral (roupa);
Mola= grampo de roupa;
Camião cisterna= caminhão tanque (água/combustível);
Comichão= coceira;
Interna= empregada doméstica a tempo inteiro;
Calceteiro= trabalhador que faz calçada;
Aguaceiros= chuva (generalidade);
Morrinha= garoa;
Burlar= enganar;
Café= lanchonete (local);
Calão= gíria;
Camisola= camiseta de mangas compridas;
Chulo= gigolô;
Coima= multa;
Guião= roteiro (novela/filme);
Miúdo(a)= criança;
Preçário= lista de preços;
Tasca= taberna;
Utente= usuário;
Castanho= marrom;
Picheleiro/Canalisador= encanador;
Ancinho= rastelo;

(...)

Expressões:
Alfacinhas= quem nasce em Lisboa;
Tripeiro= quem nasce no Porto;
Lavar os dentes= escovar os dentes;
Fundir= queimar (lâmpada fundida);
Ao pé de= próximo de...;
Deitar fora= jogar fora;
Deixa estar= não se preocupe;
Marcha atrás= marcha a ré (veículo);
Piquete de emergência= serviço de plantão;
Grelo= é o caule do nabo, da couve, ou do nabo;
Punheta= um prato feito com bacalhau;
Capuchinho vermelho= Chapeuzinho vermelho (história);
Se você é do signo de Câncer, em Portugal passa a ser do signo Caranguejo;

Não se faz um lanche em uma lanchonete, aqui é Café não de bebida, mas ir até ao Café comer qualquer coisa;
Padaria em Portugal só vende isto mesmo, pão;
Pedir um “garoto” em uma pastelaria pode parecer bizarro mas é simplesmente pedir uma taça pequena de café com leite;
Já em regiões do Norte como a do Porto, não espante-se se, em um bar, o cliente pedir por um “fino”, um “príncipe” ou um “rei”  que são as variações do copo de chopp (200, 300 e 400ml);
Pode ser em sua viagem por Portugal encontre alguns locais com o nome de Casa de Pasto, ok, pode entrar e comer, isto porque ela é uma mistura entre uma taberna e um restaurante de petiscos e que também servem refeições ligeiras ao longo do dia, acompanhadas de vinho ou cerveja;
Chamar alguém por “moço” é vulgar em Portugal. Por outro lado, referir-se ao “cu” é corriqueiro e oque no Brasil seria o bumbum, palavra tão usada pelos brasileiros para se referir ao orifício anal;
Já fazer sexo é dar uma queca, atenção para não ir até um café e pedir uma queca, afinal há um bolo se chama queque, não confunda e evite constrangimentos;

Pode ocorrer que vá parar ao hospital e dizem que vão te dar uma pica, não se assute, é apenas uma injeção;
Se for querer trabalhar por uns dias não pede que quer fazer um bico, se não vão te fazer ajoelhar e....;
e por favor, quando for pedir dinheiro a um português não fale em pilas...como ás vezes se fala no Brasil.

Você pode até falar muitos palavrões sem querer, porém....evite FDP, falar isto a um português vai te meter em sarrilhos e dos grandes.

Também vai ouvir muitas palavras fáceis de entender mas que mudam uma letra, por exemplo:
Loiça= louça;
Toiro= touro;
Joalharia= joalheria;
Lavandaria= lavanderia;
(...)

Civismo, educação e cordialidade:
Fale sempre "bom dia", "boa tarde" ou "boa noite".
Agradeça sempre.
Sempre que pedir algo para alguém use sempre no final "Se Faz Favor", afinal ninguém é seu criado.
Seja educado e respeitador e assim também o será tratado.

Notas:
(Esta é uma lista imcompleta e que os leitores poderão acrescentar escrevendo-as nos comentários.
Palavras de baixo calão, teor sexual, racistas, xenófibos ou que incitem o ódio não serão toleradas, passando por moderador.)

Agora que já sabes de algumas palavras pode viajar à vontadinha:
BOA VIAGEM e...
Manual da língua portuguesa para brasileiros

O autor vive em Portugal desde 2002 e já bateu de frente com muitas destas palavras e outras tantas palavras deste povo e deste país que adoptou e que tanto ama, aqui trabalha e trabalha muito sim e construiu uma família linda. OBRIGADO PORTUGAL.
por: Jaderson Charles Silva

Sobrenomes mais comuns no Brasil

No Brasil, o primeiro Silva a chegar foi o alfaiate Pedro da Silva, em 1612.

1. Silva
(Brasão de armas da família Silva)
5,073,774 pessoas tem este sobrenome em Portugal;
1 em cada 40 pessoas tem este sobrenome.

2. Santos  - 3,981,191
1: 51

3. Oliveira - 3,738,469
1: 54

4. Souza - 2,630,114
1: 77

5. Rodrigues - 2,399,459
1: 85

6. Ferreira - 2,365,562
1: 86

7. Alves - 2,264,282
1: 90

8. Pereira  - 2,251,864
1: 90

9. Lima - 2,020,288
1: 100

10. Gomes - 1,697,130
1: 120

Silva
63º Sobrenome mais comum no mundo;
Aproximadamente 6.762.149 de pessoas tem este sobrenome;
Mais prevalente no Brasil,
Maior densidade em Portugal.

Origem
Sua origem é claramente toponímica, sendo derivado diretamente da palavra latina silva que significa selva, floresta ou bosque, e tem a sua origem na Torre da Silva, que fica a meio caminho das freguesias de São Julião e Silva, junto ao concelho de Valença, em Portugal.

De facto, em Portugal, na Galiza, em Leão e nas Astúrias existem diversas localidades cujos nomes compõem-se por "Silva". É possível, porém, verificar que a popularidade deste apelido remonta ao século XVII em Portugal.

Apesar da enorme difusão na população lusófona em geral, "Silva" também é o nome de importantes famílias nobres, que normalmente o portavam juntamente com outro apelido. Essa difusão aconteceu no Brasil principalmente por dois motivos:

1º. é que muitos portugueses que queriam começar uma nova buscavam anonimato nas novas terras ou sem vínculos com o passado na Europa, adotavam o sobrenome mais comum de Portugal se aproveitando do relativo anonimato que o sobrenome proporcionava (e ainda proporciona).
2º. motivo é o fato deste sobrenome ter sido atribuído com muita frequência aos escravos.
Negros africanos, que vieram para o Brasil como escravos, foram obrigados a deixar para trás seu passado, seu nome e a identificação de sua origem tribal sendo batizados com um nome cristão e/ou com o sobrenome que muitas vezes eram os mesmos de seus senhores.

(Família Silva, a maior família do Brasil)

J. C. dos Santos Silva
(me enquadro nisto)
Um estudo realizado com amostragem de 30.400 pessoas no Brasil, mostra que 9,9% dos brasileiros contemplam "Silva" em seu sobrenome, seguido por 6,1% com sobrenome "Santos", 5,8% com sobrenome "Oliveira" e 4,9% com sobrenome "Sousa" (ou na grafia arcaica "Souza")

Brasão de armas
Os Silvas vão buscar as suas armas de brasão à casa dos reis de Leão e são compostas por um fundo de prata onde sobressai um leão de cor púrpura ou vermelho.

Quer saber em que lugar esta o seu sobrenome?
 clica na fonte:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...