A Culpa é da Língua...explica:

Como ensinar seu papagaio a falar
O papagaio (também conhecido como louro, ajeru, ajuru, jeru e juru), é uma das muitas aves pertencentes à ordem dos Psitaciformes, família Psittacidae, principalmente do gênero Amazona. Vive cerca de 100 anos e, regra geral, forma um casal para toda a vida. Os papagaios têm, como características, um bico curvo e penas de várias cores, variando muito entre as diferentes espécies. Alguns papagaios são capazes de imitar sons e, inclusive, a fala humana. A família Psittacidae inclui, também, as araras, periquitos, maracanãs, jandaiasapuins.

Porque eles falam?
A capacidade de imitar a voz humana não é exclusiva de um único grupo de aves, mas quando se trata dessa habilidade, cada um de nós pensa imediatamente na família dos papagaios, a dos Psittacidae. Existem mais de 340 espécies nessa família, e nem todas realizam tal proeza. Eles nem possuem a melhor fala, suas vozes são muito estridentes e relativamente desagradáveis. Porém, são naturalmente bons imitadores da voz de outros pássaros ou animais. O bico arredondado, a língua espessa e musculosa, associados a outras estruturas responsáveis pelas manifestações sonoras, conferem a tais animais a capacidade pronunciada de imitação da voz humana.

Nos mamíferos, a laringe é o órgão responsável pela emissão dos sons, já nas aves é a siringe a responsável pelas manifestações sonoras. A estrutura varia em função da espécie, podendo ser dotada de mais ou menos pares de músculos nos anéis bronquiais e, conseqüentemente, produz vocalizações mais ou menos sofisticadas. Existem ainda três membranas que constituem o órgão vibratório, enquanto a traquéia, o saco aéreo entre as clavículas e a boca funcionam como elementos modificadores dos sons.

Somente os espécimes criados em cativeiro e em contato permanente conosco são capazes de imitar a fala dos humanos. Entre os psitacídeos, o jacó africano (Psittacus erithacus), o papagaio-verdadeiro do Brasil (Amazona aestiva) e as cacatuas da Austrália (Kakatoe sp) são considerados os melhores nesse domínio, chegando a conhecer dezenas de frases e palavras. Alguns indivíduos possuem memória notável, podendo utilizar dizeres apropriados a situações induzidas, mesmo sendo incapazes de reflexões lógicas.

Outra ave ‘falante’ é o melro da Índia (Gracula religiosa), da família Sturnidae. Dotado de grande capacidade de aprendizado, é um dos preferidos para a criação em cativeiro, pois o timbre de sua voz é muito próximo ao nosso.

Quer ensinar seu papagaio a falar? AQUI estão 7 dicas pra você.

Geralmente os donos de papagaios são capazes de ter uma relação única com seus bichos de estimação devido à capacidade de um papagaio se comunicar e até interagir conosco. É uma relação de confiança e dedicação para praticar, mas esses passos simples vão ajudar em sua jornada para um bate-papo bem divertido!
1. Encontre a pessoa mais comunicativa na casa (provavelmente não o seu marido). Mas é verdade, papagaios aprendem a falar melhor quando são treinados por uma pessoa que tenha tempo para desenvolver uma relação de confiança com eles.
2. Banhe-os em conversa. Coloque seu papagaio em uma área da casa onde várias pessoas se reúnem e ocorrem várias conversas. Deixe seu papagaio entrar no bate-papo de adapte-o a seus novos ambientes antes de começar a treiná-lo oficialmente.
3. Remova qualquer fonte de distração quando começar a treinar a sério. Peça que outros membros da família e animais deixem a sala quando começar as lições.
4. Escolha uma hora do dia que permaneça constante. Papagaios são geralmente mais conversativos durante a manhã e a noite, essas são as melhores horas do dia para o seu “bate-papo”.
5. Gaste entre 15-20 minutos repetindo uma palavra de uma ou duas sílabas, relacionando-as a um objeto ou a uma ação específica. Por exemplo, você pode dizer ‘olá’e acenar, ou dizer amendoim e mostrá-lo (ou alimentá-lo) a cada vez que disser.
6. Não seja mesquinho com recompensas. Quando seu papagaio te imitar, esteja pronto para recompensá-lo com um petisco que ele goste. Papagaios (assim como a maioria de nós) são motivados por comida e farão uma associação mais rapidamente.
7. Repita essa prática frequentemente e regularmente!

Se você achar que não tem tempo para aprimorar o vocabulário de seu papagaio praticando essa rotina diariamente, você pode recorrer a uma mensagem gravada em fita. Só tenha em mente que não será tão significativo, pois seu papagaio não fará a conexão com a ação ou objeto que está sendo falado. Ele pode também ficar entediado com o gravador, afinal isso não é um substituto adequado para um humano!

Algumas espécies de papagaio:
Gênero Amazona
Ficheiro:Amazona rhodocorytha -RSCF-8a.jpg
Papagaio-chauá (Amazona rhodocorytha)

Ficheiro:Papagaio.jhu.JPG
Papagaio-verdadeiro (Amazona aestiva)

Ficheiro:Amazona ventralis -two captive-8a.jpg
Papagaio-de-hispaniola (Amazona ventralis)

Ficheiro:Amazona vittata.jpg
Papagaio-de-porto-rico‎ (Amazona vittata)


Papagaio-de-santa-lúcia (Amazona versicolor)

Papagaio-de-são-vicente (Amazona guildingii)
(sem imagem)

Ficheiro:Amazona vinacea -RSFP-8a-1c.jpg
Papagaio-de-peito-roxo (Amazona vinacea)

Ficheiro:Amazona amazonica (1).jpg
Papagaio-do-mangue (Amazona amazonica)

Ficheiro:Alipiopsitta xanthops -in tree-3-4sq.jpg
Papagaio-galego (Amazona xanthops)

(provavelmente extinto no estado de São Paulo)

Ficheiro:Amazona pretrei -captive-8a.jpg
Papagaio-charão (Amazona pretei)

Papagaio-grego (Amazona amazonica)
(sem imagem)

Ficheiro:Amazona brasiliensis 001 1280.jpg
Papagaio-de-cara-roxa (Amazona brasiliensis)

Ficheiro:Amazona farinosa at Jungle Island-4c.jpg
Papagaio-moleiro (Amazona farinosa)

Gênero Cyanoliseus

Ficheiro:Felsensittich-02.jpg
Papagaio-da-patagónia (Cyanoliseus patagonus)

Gênero Eos

Ficheiro:Eos bornea at Jurong Bird Park 2.JPG
Papagaio-escarlate (Eos bornea)

Gênero Psittacus

Ficheiro:Psittacus erithacus -perching on tray-8d.jpg
Papagaio-cinzento (Psittacus erithacus)

Fonte: Wikipédia

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...